Resenha – Prana

Imagine que você recebe uma carta de seu pai, que saiu, supostamente, em viagem de negócios, em que ele se despede, dizendo que escolheu uma cidade em outro continente da qual você nunca ouviu falar para passar seus últimos dias. Nenhuma explicação, nada que possa fazer algum sentido. É exatamente o que acontece em Prana, romance de Jacqueline Farid, editado pela Páginas Editora, recebido em parceria com a Oasys Cultural.

Adquira Prana

Prana é o nome da nossa protagonista. Cidadã de Ouro Preto, nunca havia deixado os muros, ou melhor, os morros de sua cidade natal até receber a fatídica carta de seu pai, que apenas levanta mais questionamentos a uma relação muito complexa. Ela é uma filha fora do casamento, que o pai mantém por perto com um cargo em sua loja de pedras e joias na cidade, embora mantendo segredo sobre a verdadeira relação entre os dois para sua família oficial.

Na permanência que era a própria constituição da cidade na qual morava, sua quietude descansava.

p. 90

A moça sempre acreditara que tinha uma relação de cumplicidade com o pai, mas muitas perguntas começam a surgir: por que nunca lhe falara nada sobre a Índia? Desde quando visitava o país? Por que essa decisão de morrer tão longe de todos? Envolvida por essas dúvidas, Prana decide embarcar para o país distante, buscando respostas em cada esquina percorrida.

Com capítulos razoavelmente curtos e bem definidos, o romance se desenrola com bastante facilidade e fluidez, traduzindo de forma convincente as angústias de uma estrangeira que desconhece por completo a língua e a geografia local, sofrendo com as diferenças de fuso horário e de costumes e, ao mesmo tempo, maravilhando-se com as novidades.

Eles saíram pelos becos, ela não entendia porque sempre tinham que se afastar para que uma vaca seguisse em frente com a preferência de um pedestre.

p. 52

Com a riqueza das descrições, é possível ao leitor e à leitora imaginar que está, de fato, conhecendo a Índia, ou, ao menos, as cidades visitadas pela protagonista, saboreando sua comida, sentindo os cheiros típicos dos locais, observando as cores dos tecidos e as formas de objetos e templos.

Há apenas um detalhe que me incomodou na história: a sexualização de algumas personagens me pareceu problemática, podendo levar à ideia de que seria uma característica de um grupo como um todo. Imagino que não tenha sido a intenção da autora. Conversando com algumas pessoas, surgiu outra possível interpretação: a de se tratar, em realidade, da libertação simbólica, ou mesmo literal, das personagens. Ainda assim, é um ponto que eu levantaria uma bandeirinha de alerta.

Livro Prana, com uma vela à esquerda e acima e três envelopes de carta à direita e abaixo. Ao fundo, há um tecido com temas que remetem à Índia.

De qualquer maneira, o livro é incrível no que diz respeito ao detalhamento de lugares! Jacqueline Farid esteve, de fato, na Índia, colhendo material para compor a obra, então pode confiar em suas descrições. Se você gosta de relatos de viagens, esse é seu livro!

Adquira Prana

Se você se interessou por Prana, adquira seu exemplar pelos nossos links e ajude o blog a se manter. Você não paga nada a mais por isso. Este livro está disponível em ebook pelo Kindle Unlimited, onde você tem acesso a mais de um milhão de títulos em versão digital por apenas R$ 19,90 por mês.

5 comentários em “Resenha – Prana

Adicione o seu

  1. Oi, Carol, parabéns pela resenha! Não tinha me atentado para essa questão da sexualização das mulheres, ou pelo menos quando li não me incomodou, mas é um ponto muito bem colocado nas suas observações.
    Amei a última foto também! Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Isa! Obrigada!!
      Então, na verdade, eu achei que acabou sexualizando o povo indiano como um todo, sabe? Não sei, essa coisa de tratar os traços, os tecidos e os aromas diferentes como uma sensualidade exótica me incomodou.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: