Resenha – Espiral

Você já se sentiu preso ou presa em sua própria mente? Repetindo pensamentos, revivendo a mesma história e buscando finais alternativos para elas, uma fala diferente, uma atitude inesperada? Foi essa a sensação que eu tive ao ler Espiral, o livro primoroso de contos e pequenos textos de Luciana Chardelli, editado pela 7 Letras e que recebi em parceria com a Oasys Cultural, a quem agradeço o carinho e a confiança de sempre!

Adquira Espiral na Amazon

Esse é um livro de temas fortes e já aviso que pode conter gatilhos. A maioria dos textos gira em torno de relacionamentos conjugais que não vão bem, ou, mais especificamente, separações. A escrita da autora nos conduz muito mais pelo pensamento das personagens e suas sensações, contando suas histórias de forma bastante subjetiva. Isso faz com que nem sempre saibamos exatamente o desenrolar dos fatos, mas conheçamos com detalhes as angústias e a alma de quem passa por eles.

Me detive em mim, poupei os amigos, poupei até mesmo o terapeuta, mas não sei se me poupei.

p. 13

Luciana Chardelli escreve de forma muito poética, sensível e delicada. A proximidade que a autora consegue criar entre leitores e personagens é tamanha que a sensação que tive ao percorrer as páginas de sua obra era a de estar ouvindo uma amiga, sofrendo com suas dores.

A impressão que eu tive é que, com exceção de um dos textos, todos os outros seriam versões da mesma história, ou pedaços de uma narrativa que se unem. Quando juntos, esses textos parecem mesmo formar uma espécie de espiral, um vai-e-vem que muda um pouquinho a cada vez que se conta, a cada vez que se pensa, a cada vez que se recorda. Isso fica ainda mais evidente no último texto, que é o mais longo dos presentes na obra, onde a estrutura espiralada se faz mais tangível.

Já fiz parte de muitas histórias que compõem a minha própria e, confesso, lamento ter tantos conhecidos que hoje são desconhecidos.

p. 97

Se eu precisasse eleger um dos textos como preferido, seria Cartas a Ninguém, uma versão da história (como gosto de pensar) que é das mais solitárias, mas que, de alguma forma me conectou ainda mais com a protagonista. Aqui, a personagem escreve cartas a Ninguém, como o título sugere, e é assim que vamos descobrindo um pouco mais sobre sua vida.

Carol segurando o livro Espiral próximo ao rosto. Ela está com os olhos fechados e um leve sorriso.

Espiral foi um livro que mexeu muito comigo, de uma forma que eu não esperava, a princípio. Indico para todos, todas e todes que quiserem uma experiência única e profunda. Apenas cuidado com alguns possíveis gatilhos.

Adquira Espiral na Amazon

Se você se interessou por Espiral, compre seu exemplar com meu link de associada Amazon! Você não paga nem um centavo a mais pelo seu livro e ainda apoia meu trabalho, colaborando para a continuação da produção de conteúdo por aqui!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: