A parte que falta

Oi pessoal, tudo bem com vocês?

O livro de hoje é uma obra infantil (será?) que roubou meu coração de cara! Trata-se do livro A parte que falta, do selo Companhia das Letrinhas, lançado esse ano no Brasil (2018), 112 páginas, autoria e ilustração de Shel Silverstein e tradução de Alípio Correia de Franca Neto. (Você pode adquirir seu exemplar pelo link: Amazon ou Livraria da Travessa)

Adquira A Parte que Falta

A primeira vez que ouvi sobre o livro foi em um vídeo da youtuber Jout Jout e fiquei encantada. Pouco tempo depois, a Editora Schwarcz S.A. me enviou um exemplar cortesia (obrigada, Editora Schwarcz S.A., vocês são lindos!).

WhatsApp Image 2018-11-16 at 16.35.26

O livro trata, à princípio, de um ser que busca uma parte que acredita lhe faltar. Passa por diversas atribulações na sua jornada, muitas devido ao seu formato irregular, mas também consegue aproveitar alguns momentos de sua jornada.

WhatsApp Image 2018-11-16 at 16.35.27

Em alguns momentos, esse ser encontra algumas partes: uma delas recusa-se a ser parte dele, outras não se encaixam…

WhatsApp Image 2018-11-16 at 16.35.28

Quando encontrou partes que se encaixavam com seu “vazio”, nem sempre as tratou da melhor maneira a conservá-las. Uma delas, não segurou devidamente e a perdeu, outra, segurou tão forte que…

WhatsApp Image 2018-11-16 at 16.35.30

Finalmente, encontra a parte que se encaixa perfeitamente a si e começa a rolar para outros lugares (já que agora possui uma forma arredondada regular). Mas, por estar “completo”, agora passava pelos lugares com muita rapidez, perdendo a vista, não conseguindo parar para cheirar uma flor, nem mesmo cantar sua música…

WhatsApp Image 2018-11-16 at 16.35.31(1)

É então que decide deixar a parte que encontrou, prosseguindo em sua jornada, procurando uma parte que lhe falta.

É possível analisar a história de diversas maneiras, como a busca das pessoas por preencher seus vazios existenciais com coisas diversas, procurando hobbies, atividades físicas, passeios, companhias, que muitas vezes não se encaixam em seu jeito de ser ou passam a consumir tanto de seu tempo que não lhes permite mais aproveitar as outras coisas que já tinham em suas vidas. Mas a minha visão preferida da história é sobre os relacionamentos humanos, em especial os amorosos.

Desde crianças somos ensinados que só seremos completos a partir do momento que encontrarmos o amor de nossas vidas, em especial as meninas. Elas são educadas (majoritariamente) com bonecas, brinquedos que simulam o trato com a casa e a família, ouvindo histórias de garotinhas indefesas que são resgatadas por bravos príncipes encantados. É claro que os cuidados com casa e família é importante e não estou aqui dizendo que devemos permanecer sozinhos, solteiros ou coisa do tipo. O problema é quando isso se torna a única meta na vida de alguém!

Quantas pessoas que se submetem a relacionamento em que o “encaixe” não parece ser o correto! Quantas pessoas não “seguram” com cuidado seus companheiros e acabam por perdê-los! Quantos relacionamentos destrutivos e abusivos que acabam por esmagar e “quebrar” (algumas vezes literalmente) os parceiros! E o que dizer daquele encaixe aparentemente perfeito, mas que não permite que se desfrute das coisas da vida: familiares, parentes, músicas, hobbies… não sobra tempo para nada!

Por que não podemos nos enxergar como inteiros, mesmo que com formas irregulares e aparentes “vazios”, e caminhar ao lado de outras partes-inteiras, ou mesmo sozinhos, se essa for a escolha pessoal? Por que não aprender com as adversidade e aproveitar as belezas de nossos caminhos?

Deixo com vocês a reflexão dessa obra magnífica, encerrando com uma das imagens finais do livro, sem descrição. Você decide o que ela significa!

Adquira A Parte que Falta

Boas leituras!

WhatsApp Image 2018-11-16 at 16.35.33

2 comentários em “A parte que falta

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: