As Aventuras de Pedro Coelho

Olá pessoal! Como vão? Hoje estou aqui novamente para falar sobre um livro infantil (vocês já perceberam que eu gosto do gênero, não é mesmo?). Trata-se de um clássico britânico, lançado no início do século passado, e atualmente editado pela Companhia das Letrinhas, selo do grupo Companhia das Letras: As Aventuras de Pedro Coelho, de Beatrix Potter, tradução de Eduardo Bueno, 2014, 96 páginas. (Você pode adquirir seu exemplar pelo link: Amazon ou Livraria da Travessa)

20181209_173402.jpg

Recebi o exemplar no início do ano da Companhia das Letras, próximo ao lançamento nos cinemas do filme sobre as aventuras do coelhinho. O livro é uma graça, em capa dura, com uma estética incrível! (Obrigada, Companhia das Letras!)

Adquira As Aventuras de Pedro Coelho

O livro traz as quatro principais aventuras de Pedro Coelho, criado pela britânica Beatrix Potter, inspirado em um coelho que teve na infância, chamado Peter Piper. As histórias de Pedro Coelho foram escritas inicialmente para os filhos da ex-governanta de Beatrix, com quem ela se correspondia, como forma de entreter e ajudar na educação das crianças. Estimulada pela amiga, a autora ilustrou suas histórias e levou às editoras, mas recebeu vários “nãos” como resposta. Foi então que Beatrix decidiu publicar seu livro com os próprios recursos em pequena tiragem, distribuindo os exemplares a familiares e amigos mais próximos, em 1901. Suas histórias fizeram tanto sucesso que, no ano seguinte, uma das editoras que haviam negado a publicação inicialmente, correram lançar a próxima edição. A obra chegou a ser traduzida para 36 línguas e inspirou a criação de diversos produtos relacionados que são sucesso até os dias de hoje.

20181209_173520.jpg

Pedro é um coelhinho muito travesso e o mais desobediente de quatro irmãos, com quem vive, além de sua mãe, que é viúva e cuida de toda a família sozinha. Por ser muito levado, Pedro se envolve em muitas enrascadas quando passeia na horta do sr. Severino, algumas vezes levando seus irmãos ou seu primo Benjamin em suas aventuras, encontrando figuras perigosas como o sr. Raposão ou Tomé T. Xugo.

20181209_173459.jpg

(mapa do mundo criado por Beatrix Potter para ambientar as histórias de Pedro Coelho)

É interessante notar a presença de temas fortes, se considerarmos as histórias criadas mais recentemente, como a morte, palmadas e a traquinagem sempre punida, seja pelos adultos ou pela própria vida. Naquela época, as histórias tinham um objetivo muito mais educativo que de entretenimento. Assim, contar a uma criança sobre as travessuras de um personagem e indicar que aqueles atos foram punidos de alguma forma, era como um aviso para que tomassem cuidado, fossem obedientes e seguissem no caminho determinado pelos adultos. Outra característica recorrente nas histórias de Beatrix Potter é que, quando as coisas se resolvem, todo mundo é perdoado e a vida segue, sem ressentimentos, como uma página que é virada e outra nova se apresenta.

20181209_173620.jpg

Notável, em minha opinião, foi a presença de duas figuras femininas nas histórias que são bastante contrastantes entre si. A tia de Pedro, mãe do coelho Benjamin, aparece como um estereótipo típico do tempo em que o livro foi escrito: uma dona-de-casa que vive para os serviços domésticos, acalmando seus nervos ao limpar a casa ou realizar outras tarefas próprias dos cuidados com a casa. Em contrapartida, a mãe de Pedro representa uma mulher moderna, já que, sendo viúva, cuida de tudo sozinha, tanto da casa como do sustento da família. Lembrando que o livro foi publicado em 1901 inicialmente, quando era impensável que uma mulher fosse a chefe de família, ainda mais sustentando financeiramente sua casa.

20181209_173727.jpg

(Inicialmente, as ilustrações foram feitas em preto e branco, mas, como estava na moda imprimir livros em cores, os editores exigiram que Beatrix fizesse as gravuras coloridas. Aqui temos algumas das figuras que permaneceram no preto e branco.)

Interessante notar que, como é padrão nas histórias infantis, principalmente as mais antigas, há a presença de vilões e mocinhos, nessa dicotomia bem e mal. Curioso que os mocinhos sejam sempre animais herbívoros, que comem apenas folhinhas, legumes e frutas, e os vilões são os carnívoros, que precisam matar os pobres e inocentes herbívoros para se alimentarem. Aqui, a alimentação desses animais lhes confere caráter, pois são representados como malvados, cruéis, sem escrúpulos, comedores de personagens inocentes. Algo a se pensar.

O livro é um pouco longo, em comparação com outras obras infantis, mas é muito lindo e traz consigo uma tremenda importância histórica. Não podemos nos esquecer que essas aventuras são contadas já há pelo menos 117 anos! Super vale a pena! Se você estava procurando um livro interessante para ler com seus pequenos ou presentear uma criança, acabou de achar. Ou se você, como eu, é fã do gênero, fica igualmente a recomendação!

Adquira As Aventuras de Pedro Coelho

Boas leituras!

Um comentário em “As Aventuras de Pedro Coelho

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: