Bidu – Caminhos

Quando anunciaram a linha Graphic MSP eu fiquei ansiosa, mas quando vi Bidu, na prateleira mais baixa da banca de jornal, enlouqueci e comprei na hora! A releitura do primeiro personagem de Maurício de Sousa (junto com seu dono, Franjinha) e símbolo da Maurício de Sousa Produções ficou simplesmente encantadora e imperdível! Produzida por Eduardo Damasceno e Luís Felipe Garrocho, editada pela Panini Comics em 2014, com 82 páginas, Bidu – Caminhos é a 5ª Graphic Novel da MSP e primeira da segunda fase. (Adquirindo seu exemplar pelo nosso link da Amazon ou na Livraria Porto de Letras, você ajuda o blog a crescer!)

Adquira Bidu: Caminhos

A história da HQ se passa antes de Franjinha e Bidu se conhecerem. Franjinha quer muito um cachorrinho, mas do seu jeito diferente de menino cientista, e Bidu é um cachorrinho sozinho de rua. A narrativa se centra em Bidu e em toda a sua aventura até encontrar seu novo dono, ou melhor, melhor amigo, passando por personagens conhecidíssimos pelo público, como Dona Pedra, Duque, Bugu e Rúfius.

Bidu07

Por tratar Bidu inicialmente como um cãozinho de rua, os artistas tocam em temáticas muito importantes e delicadas, como o abandono e a adoção responsável de animais. A história mostra com detalhes os sofrimentos dos cachorrinhos ao terem que roubar comida, protegerem-se da chuva, fugir da carrocinha, encontrar um lugar seguro para dormir. São muitos os momentos em que o leitor sente vontade de abraçar o Bidu e pegá-lo para si, assim como os amiguinhos que ele encontra em seus “caminhos”.

bidu17.jpg

A linguagem usada pelos cachorros é bastante peculiar: enquanto os humanos possuem seus balões com as falas escritas, os cachorros tem imagens em seus balõezinhos, o que faz sentido, já que a comunicação dos animais não poderia ser a mesma dos humanos, e também torna a leitura mais agradável e, por vezes, engraçada.

Bidu28

As onomatopeias são um show à parte, ajudando a compor a história de um jeito único ao acompanhar o percurso da água ou ao apertar uma barriga faminta. As cores e os traços são bastante suaves e meigos, embora deixem o tom nostálgico e melancólico na história.

Bidu32

O final da história – a forma que Franjinha inventa para atrair seu melhor amigo – é uma clara homenagem ao início da trajetória dos personagens de Maurício de Souza, uma vez que remete à primeira aparição de Franjinha e Bidu, em uma tirinha vertical na Folha da Tarde do dia 18 de julho de 1959.

Uma bela história de amizade, perseverança e os caminhos percorridos para encontrar o que se busca.

Adquira Bidu: Caminhos

Boas leituras!

2 comentários em “Bidu – Caminhos

Adicione o seu

    1. Marcos, tenho certeza de que vai adorar! Essa HQ tem continuação, mas eu ainda não consegui comprar e ler 😅
      Tenho visto ótimos comentários a respeito, assim que adquirir o meu exemplar, posto um parecer para vocês 😉

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: