A Colher que Desaparece

Nem só de romances vive o leitor e os livros de não ficção podem ser muito mais instrutivos e divertidos do que se imagina. Esse é o caso do livro de hoje, A Colher que Desaparece, escrito pelo jornalista Sam Kean, editado no Brasil pela Zahar (atualmente selo da Companhia das Letras), lançado em 2011 e contando com 376 páginas. Uma obra que busca abordar assuntos científicos com mais leveza e menos rigor metodológico do que os exigidos nos bancos escolares. (Compre seu exemplar pelo nosso link na Amazon ou na Livraria da Travessa e ajude o blog a crescer!)

Adquira A Colher que Desaparece
Colher04

Não sei se os leitores sabem, mas a minha formação é em Química e este é um livro bastante conhecido entre os profissionais da área, embora nem todos tenham, de fato, percorrido suas páginas. Esse foi o meu caso até esse ano, quando finalmente tirei meu exemplar da estante, graças a um projeto no colégio em que trabalhei. O autor, Sam Kean, é um jornalista que contribui com as revistas Science e New York Times, entre outras, e utiliza a História e Filosofia da Ciência para abordar diversos assuntos relacionados às áreas da Química, da Astronomia, da Física, da Geologia e da Biologia, tendo como tema central a Tabela Periódica, sua criação, organização e manutenção.

Colher05

As histórias presentes no livro passam pelas dificuldades em se criar a Tabela Periódica, os vários formatos que ela já teve e os que estão sendo propostos, as disputas entre cientistas, universidades e países, as descobertas de novos elementos e para quê eles servem, que nomes serão propostos para eles, os muitos fracassos por trás dos poucos sucessos que são divulgados, as injustiças cometidas, entre muitos outros aspectos, sempre mostrando o lado humano da ciência, tão esquecido dos livros didáticos.

Colher06

É interessante perceber como o autor coloca a ciência no cotidiano das pessoas, mostrando conceitos complexos em linguagem um pouco mais didática e em objetos ou situações do nosso dia a dia, ou que é de nosso conhecimento e nem imaginávamos que poderia ter ciência pesada envolvida. Isso traz a ciência para mais perto das pessoas. Além de mostrar que os cientistas, na verdade, são “gente como a gente”, com suas falhas, suas dúvidas, amizades e inimizades, sonhos e decepções.

Colher09

Mas nem tudo são flores… o título e o subtítulo do livro não são exatamente representativos, já que a colher que desaparece é apenas um detalhe dentre da obra, explicada rapidamente, e as histórias não tem tanta loucura, tanto amor e tanta morte assim, sendo mais para chamar a atenção do qualquer outra coisa. Além disso, o autor se mostra com postura soberba desnecessária quando trata de aspectos não científicos, por exemplo quando esbarra nas crenças, tratando com certo desrespeito e causando um conflito ciência x religião desnecessário. Seu nacionalismo também é evidenciado quando trata como heróis ou vilões aqueles que trabalharam nos mesmos tipos de projetos científicos, tendo como única diferença o lado da Guerra em que estavam.

Colher10

Apesar destes aspectos, que fazem com que este não seja exatamente o melhor livro que li durante o ano, é uma obra digna de estar nas prateleiras de todo estudante e profissional de Química e áreas correlatas, fortemente indicado para aqueles que querem entender o mundo e necessário aos professores de ciências (todas elas, mas especialmente os de Química). Aos professores que tiverem a intenção de trabalhar o livro com seus alunos, aconselho a utilizarem apenas os primeiros capítulos ou selecionarem capítulos específicos, caso forem indicar a leitura, devido ao aumento gradual da complexidade dos assuntos. Aos curiosos, aconselho que não queiram devorar o livro de uma só vez, mas que vão com calma, apreciando aos poucos e fazendo suas pausas sempre que julgarem necessário.

Adquira A Colher que Desaparece

Boas leituras!

Um comentário em “A Colher que Desaparece

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: