Resenha – Por Lugares Incríveis

Confesso que não sei bem como começar essa resenha. Pensei em diversas frases para o início: coisas reconfortantes, coisas tristes, um misto dos dois, mas nada me pareceu adequado. Então, sob as bençãos do céu que ameaça desabar em chuva do dia em que escrevo, vou direto à história de Por Lugares Incríveis, um livro que mexeu comigo e me despertou sentimentos variados em cada um de seus trechos. A obra foi escrita por Jennifer Niven e foi editada no Brasil pela Seguinte (selo jovem da Companhia das Letras). Meu exemplar foi conseguido através da plataforma NetGalley, em parceria com a editora (Papo Literário integra o Time de Leitores 2020).

Violet e Finch se conhecem de uma forma nada convencional: ambos estão no alto de uma das torres do colégio onde estudam, olhando para baixo, ensaiando pular, mas sem vontade real de fazê-lo. Por uma manobra de Finch, tratado por todo o colégio (equipe pedagógica inclusa) como um garoto problemático, Violet se torna uma heroína, com todos acreditando que ela o convencera a não pular.

E se a vida pudesse ser assim? Só as partes felizes, nada das horríveis, nem mesmo as minimamente desagradáveis.

A partir desse ponto, e também por causa de um projeto da aula de geografia que eles precisam entregar, os dois desenvolvem uma amizade, que vai se transformando em algo mais. Em suas andanças por Indiana, para descobrirem os tais lugares incríveis, vamos conhecendo suas dores e seus dramas pessoais, provocando a empatia do leitor e da leitora e nos fazendo compreender melhor suas motivações para agirem como agem.

Não posso dizer que foi uma leitura difícil, já que a escrita empregada é bastante tranquila, o livro é voltado ao público mais jovem (os próprios protagonistas são adolescentes). Assim, é possível devorar muitas páginas em poucos minutos. Ao mesmo tempo, não posso dizer que foi uma leitura fácil, pois a temática é forte e os dramas complexos, tornando tudo ainda mais profundo pela idade pouca das personagens.

As pessoas raramente levam flores para um suicida

Assim, o livro me despertou sentimentos extremamente contraditórios. Em alguns momentos, eu estava me divertindo e até sonhando com os dois. Em outros, estava possessa com a autora, acreditando que sua forma de lidar com ideação suicida fosse leviana e, talvez, até perigosa. Em outros ainda, me convencia de que aquela forma aberta, mas delicada e empática, pudesse ser uma das melhores formas de tratar o assunto.

A verdade é que eu não sei e provavelmente não conseguirei dizer se foi uma boa forma de fazer isso ou não. Muitas coisas ali me incomodaram, como as estatísticas e a forma de descrevê-las. Mas, ao final do livro, o olhar sobre aquelas personagens, sobre seus dramas e suas dores, nos mostrando o quanto estamos cegos, muitas vezes, para o outro, foi o que prevaleceu.

Kindle com a capa do livro Por Lugares Incríveis ocupando a maior parte do lado esquerdo da foto. O Kindle está apoiado em um caderno com espiral e pautado, onde se lê: Projeto Conhecendo Indiana. Ao lado da composição, estão 4 bloquinhos de notas autoadesivas, onde se lê, de cima para baixo: adorável, você, promessa e segredo.

Esse é um livro que contém gatilhos e não recomendo sua leitura se você estiver em um momento vulnerável. Se você está passando por um momento de depressão, ideação suicida e semelhantes, procure ajuda! Busque um psicólogo. As universidades costumam oferecer serviços gratuitos para a comunidade local.

Além disso, o CVV (Centro de Valorização da Vida) conta com atendimento por telefone, e-mail e chat 24 horas por dia. Saiba mais no site: www.cvv.org.br ou ligue 188.

Quero aproveitar para recomendar a resenha que a Nane fez no blog dela e que ficou linda! Foi por causa dela que me animei a ler o livro. Por Lugares Incríveis também tem uma adaptação disponível na plataforma Netflix.

Adquira Por Lugares Incríveis

Se você se interessou por Por Lugares Incríveis, compre seu exemplar com meu link de afiliada Amazon! Você não paga nada a mais por isso e ainda apoia meu trabalho!

7 comentários em “Resenha – Por Lugares Incríveis

Adicione o seu

  1. Sei que esse livro aborda um assunto importante, mas eu não senti vontade de conhecer essa história, mesmo com todo mundo falando sobre e indicando devido ao lançamento da adaptação, eu não me interessei e tb não senti nenhuma vontade de assisti a adaptação. 😦 😦

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu arrisco dizer que não seja mesmo um livro para todo mundo, sabe? Ele é bem pesado no tema, apesar de ter uma linguagem voltada para o público jovem. É bem dolorido de ler! Eu não tive coragem de assistir o filme e provavelmente não assistirei mesmo depois de muito tempo.

      Curtido por 1 pessoa

  2. Da autora, eu li apenas “Juntando os pedaços” e gostei bastante. Porém, comparada à premissa de “Por lugares incríveis”, também é um livro muito mais leve. Tenho interesse de ler esse livro, ainda mais depois de suas considerações, por você não saber muito bem como se sentiu em relação a ele, fiquei ainda mais interessada, porque é um tipo de sentimento que experimento muito com alguns livros, e é legal conversar com alguém depois pra gente tentar entender esse sentimento hahaha

    Curtido por 1 pessoa

    1. Esse eu ainda não conhecia, já anotei aqui para procurar depois. Por Lugares Incríveis mexe muito mesmo com a gente, até hoje não vi ninguém que tenha ficado “de boa” durante a leitura. Mesmo depois de algum tempo da leitura, meus sentimentos permanecem conflitantes. Quando você ler esse livro, quero muito conversar sobre ele, sim! Vamos trocar figurinhas! Vai ser muito bom compartilhar impressões sobre essa leitura tão impactante! ❤️

      Curtido por 1 pessoa

  3. Aaa Carol, amei! Eu não achei leviana, não, a forma como ela tratou tudo. Achei só real. Jovens precisam saber dessas coisas também e, a meu ver, eu poderia ter encontrado ajuda bem antes se tivesse lido um livro como esse na minha adolescência. Mas acho que é muito subjetiva essa questão também. Depende muito das nossas vivências e etc. Obrigada demais pela indicação também ❤️

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Anônima! Hahahahaha

      Oi Nane!

      Então, talvez eu tenha tido essa impressão porque sou medrosa e tenho receio de qualquer coisa causar um problema maior. É algo que afeta vários aspectos da minha vida e que tenho levado constantemente para a terapia hehehe
      De qualquer modo, concordo que seja um livro extremamente importante e com um assunto que a sociedade insiste em varrer para debaixo do tapete e que deveria ser tratado com mais seriedade por todos. E amei a experiência, embora meus sentimentos contraditórios. Nunca mais vou desassociar o livro de sua pessoa =D
      ❤️

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: