Resenha – Pasta Senza Vino

O que vem à sua mente quando se fala em Itália? À minha, são paisagens belíssimas, músicas românticas e dramáticas, um ambiente de sonho e altamente sedutor. E muita massa e vinho, claro! Pois em Pasta Senza Vino, romance de estreia de Eduardo Krause, lançado em 2014 pelo Terceiro Selo, integrante da Editora Dublinense, o que encontramos é um romance delicioso de acompanhar! Em todos os sentidos…

Adquira Pasta Senza Vino

Antonello é tudo o que não se pode chamar de funcionário do mês! Trabalhando em um restaurante de Florença, sua função é atrair clientes que andam desavisados pela piazza, talvez ajudar um pouco na cozinha após o movimento diminuir… isso se ele chegasse no horário e ficasse até o final do expediente. Acontece que o ragazzo gosta mesmo é de paquerar as moças e jovens senhoras, marcando encontros e arrumando uma confusão ou outra. Até que ele encontra uma brasileira que lhe rouba o coração.

Olho para seus grandes olhos e vislumbro a chance para me impor.

– Va bene.

Assim, passamos a acompanhar os encontros e desencontros desse jovem casal, com um oceano de distância entre eles, mas com um sentimento capaz de mudanças drásticas e, por que não dizer?, algumas loucuras.

A leitura de Pasta Senza Vino é extremamente envolvente e, apesar de todo o romantismo que transborda de suas páginas, está longe de ser um romance de amor piegas e enjoativo. Aqui tudo é na dose certa, como um bom prato da cozinha italiana! Há muito amor, sim! Mas também há o humor, o drama familiar, os conflitos que nossos personagens precisam enfrentar para crescer.

Observo a expressão implacável de mister John Wayne na grande tela e me pergunto se o velho cowboy já viveu um dilema como o meu. Imagino que não. Azar o dele.

O autor consegue construir personagens bastante complexas, com vivências muito reais e com as quais conseguimos simpatizar quase que imediatamente. Além de ambientar muito bem toda a narrativa! Em muitos momentos, senti-me passeando pelas ruas de Firenze, outras vezes, pelas paisagens do Rio, outras ainda, passando frio em Porto Alegre. E também senti fome! É necessário abordar a fome:

Um conselho que dou, para quem se aventurar por Firenze, ao lado de Antonello, é que sempre tenha uma massa por perto e dê preferência para ler em momentos próximos ao almoço ou ao jantar. Se você gostar de vinhos, é preciso que se prepare também nesse sentido. Este livro, ainda mais que Brava Serena (do mesmo autor e já resenhado aqui), provoca muita fome ao descrever com minúcias os pratos italianos, incluindo seu preparo. Em alguns momentos, é possível sentir o aroma dos molhos saltando das páginas!

E minha vida as únicas coisas que sempre saíram como o previsto foram os pratos que preparei.

Sinto que eu poderia escrever outro livro só com as minhas impressões e os sentimentos deliciosos despertados por Pasta Senza Vino, mas é necessário não desvendar todo o mistério. Assim, só posso aconselhar o leitor e a leitora que se entreguem a esse livro encantador, degustem cada página, cada linha. Deixem-se encantar por Antonello e sua história! Arrivederci!

Se você se interessou por Pasta Senza Vino, adquira seu exemplar com meu link de afiliada Amazon! Você apoia meu trabalho sem pagar nada a mais por isso!

2 comentários em “Resenha – Pasta Senza Vino

Adicione o seu

  1. Muito bom fazer uma leitura com descrições sobre um determinado lugar ao ponto do leitor se sentir naquele ambiente. E já senti fome só lendo a resenha. 🙂 🙂

    Curtido por 1 pessoa

    1. Menina, eu comecei a ler o livro à noite, maior bobagem a minha! Hahahahaha
      No outro dia, já falei para o meu marido que a gente precisava comprar macarrão!
      Mas é incrível mesmo a capacidade do Eduardo Krause de fazer com que a gente se sinta andando pelos ambientes do livro. Fiquei impressionada! ❤️

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: