“Li” um audiobook

Com a pandemia e o trabalho em casa, os fones de ouvido quase se tornaram parte do meu corpo. Criei uma lista imensa de podcasts para seguir no Spotify, mas ainda tinha uma sensação de que “preferia estar lendo” em momentos nada favoráveis a essa atividade. Por isso, comecei a pensar em audiobooks, mas duas coisas me preocupavam: será que eu vou conseguir prestar atenção e não perder nada do livro? E eu tenho que assinar mais um serviço, dentre tantos que já rondam a minha vida. Valeria a pena?

Aí a Companhia das Letras liberou um de seus audiobooks gratuitamente na forma de episódios de seu podcast, a Rádio Companhia, e era um dos que eu queria muito: A Vida Invisível de Eurídice Gusmão (disponível até 25/12/2020). Aproveitei para testar o formato.

Vou conseguir prestar atenção no audiobook?

Sim, eu consegui. E acho até que acabei prestando mais atenção nele do que normalmente consigo com os podcasts. Cheguei a me pegar procurando outras coisas para fazer apenas para não ter que parar o episódio no meio. Foi uma experiência deliciosa e que tornou atividades normalmente entediantes um pouco mais prazerosas (ótimo para fazer faxina e lavar louça, fica a dica!).

Claro que tive que adaptar um pouco as anotações que normalmente faço, já que não era sempre que podia abrir meu diário de leituras. O bloco de notas do celular serviu muito bem a esse propósito e minhas anotações finais acabaram até mais detalhadas do que geralmente acontece com os demais livros.

Vale a pena assinar um streaming de audiobooks?

No meu caso, ainda vou esperar, justamente pela quantidade de podcasts que sigo e dos streamings assinados. Isso porque nem quero contar os livros físicos e digitais que me aguardam! Mas, não descarto essa possibilidade para o futuro.

Também descobri com algumas pessoas, especialmente no bookstagram, que a Alexa, assistente virtual da Amazon, pode ler os ebooks comprados na loja Kindle. Fiz o teste e até que não é ruim! Claro que é muito melhor com uma pessoa lendo, fazendo as pausas e as entonações adequadas, do que um robozinho que não transmite emoção. Mas, é uma opção interessante para quem, como eu, tem muitos ebooks aguardando e, às vezes, empaca em uma leitura e não consegue avançar.

A melhor parte: não é necessário ter o Echo Dot, aquele aparelhinho bonitinho que parece um mini alto falante (embora ainda seja um sonho de consumo!). Basta baixar o app no celular, configurar sua conta da Amazon nele e pronto! Muitos audiobooks para você!

Audiobooks X Radionovelas – são a mesma coisa?

Radionovela é como se fosse uma novela para rádio, com atores, interpretações e efeitos sonoros, só que bem mais descritivo, porque temos apenas o áudio. Normalmente são baseadas em obras literárias, assim como várias novelas televisivas. Já o audiobook é lido por uma pessoa, que pode ser um ator ou atriz, mas não necessariamente. É realmente como ter alguém lendo para você.

Eu já tive algumas experiências com radionovelas e é bem legal. Mas acho que gostei mais do audiobook. Tenho a sensação de que nenhuma linha vai se perder durante a leitura.

Se você quiser experimentar o audiobook, aproveite para escutar A Vida Invisível de Eurídice Gusmão, que ficará disponível gratuitamente até 25/12. Se você está lendo esse post após essa data, ou não tem interesse nesse título, a maioria dos streamings oferece um período de testes gratuito. E sempre tem a Alexa, meu novo sonho de consumo!

Se você quer comprar um Echo Dot, para escutar audiobooks ou outras funções maravilhosas da Alexa, adquira o seu através do meu link de associada Amazon e apoie meu trabalho, contribuindo para mais produção de conteúdos como esse.

3 comentários em ““Li” um audiobook

Adicione o seu

  1. Poxa eu nunca tive problema com ebook, prefiro o livro físico, mas um não anula o outro, ebooks são uma boa alternativa pra conhecermos um livro antes de comprar, ou apenas ler um livro que não seja tão bom para guardar mas seja interessante pra ler. Contudo, quando se fala em audiobook ai tenho ressalvas, podem ser boa alternativa pra livros menores, mas ainda sim prefiro, ou melhor preciso acompanhar as letras as palavras que os grandes autores escolheram por naquele pedaço de papel, olhar o texto o paragrafo a “mancha textual”, ainda não to preparado para os audiobooks rssss

    Curtido por 1 pessoa

    1. Entendo bem. O meu receio era mesmo com relação à minha atenção, que eu não sabia se continuaria a mesma. Mas, acabou dando certo =)
      Mas é mesmo uma questão de estilo, acho que o mais importante é utilizar a mídia que nos deixa mais confortáveis e conhecer as histórias incríveis que os autores nos proporcionaram. ♥

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: