Resenha – Os Sete Maridos de Evelyn Hugo

Sabe aqueles livros que você olha a capa e o título e torce o nariz, já fazendo um pré-julgamento sobre a história? Foi exatamente o que eu fiz com Os Sete Maridos de Evelyn Hugo, escrito por Taylor Jenkins Reid e lançado pela Companhia das Letras através do selo Paralela em 2019. Porém, comecei a ler muitos elogios sobre a obra, em especial entre os assinantes da TAG na modalidade Inéditos, que tiveram a oportunidade de ler o livro primeiro, e isso atiçou minha curiosidade.

Assim, quando tive a oportunidade de adquirir o ebook por meio da parceria com a editora, através da plataforma NetGalley (Papo Literário faz parte do Time de Leitores 2020 da Companhia das Letras), aproveitei para conhecer mais desse livro que vinha conquistando tantos leitores por aí. Posso dizer que foi a melhor coisa que fiz!

Adquira Os Sete Maridos de Evelyn Hugo

Evelyn Hugo é uma lenda de Hollywood, famosa por seus filmes aclamados, por sua sensualidade e por seus sete casamentos. Prestes a completar 80 anos, a atriz decide contar sua história para a jornalista Monique Grant, mas apenas para Monique. Todas as histórias escondidas, inventadas e desvirtuadas agora virão à tona sem cortes e sem censura.

Enquanto lia o livro até altas horas da madrugada, pensava em como escreveria essa resenha, por onde começaria. Fiz diversas anotações, li resenhas de colegas, mas confesso que ainda não sei bem, me sinto um pouco atordoada com essa história tão absurdamente completa. Percebi que seria impossível falar de todas as minhas principais impressões sem dar spoilers seríssimos desse livro!

“Se alguém ainda gosta de você, quer dizer que não ficou famosa o suficiente.”

Primeiro, acho importante dizer que tudo o que pensei sobre o livro antes da leitura estava terrivelmente errado e que a obra não tem nada de clichê ou fútil, pelo contrário: traz tópicos extremamente importantes, vividos por milhões de pessoas, em especial mulheres, todos os dias. Tópicos como: violência doméstica, racismo, xenofobia, sexualização precoce, machismo (muito!), homofobia, a podridão do estrelato e muitos outros que poderiam preencher todo esse post. É impossível não se encontrar em um ou muitos dos aspectos vividos por Evelyn Hugo e coadjuvantes!

E acima de tudo: a protagonista é extremamente humana! Não é boa e nem má. Tem momentos de extremo egoísmo e outros de grande altruísmo. Uma personagem que quebra os paradigmas de heroína e que mostra toda a fragilidade que caracteriza o ser humano. Não tem como não se comover com a história contada por Evelyn.

Mas, levando em conta os últimos anos, também é meio que como tirar o sutiã no fim do dia.

É interessante acompanhar a evolução de Monique ao longo das páginas, embora ela fique relegada ao segundo plano, em minha opinião, e sua história merecesse um pouco mais de desenvolvimento.

Vi alguns colegas comentando que a capa não corresponde à protagonista e eu concordo, inclusive adicionaria o título Os Sete Maridos de Evelyn Hugo à conta. Afinal, dá-se a impressão de que a história gira em torno da aparência de uma mulher e seus sete relacionamentos amorosos. Porém, durante a leitura, percebi o truque: é exatamente isso o que fazem com a protagonista por toda a sua vida e o que é desmistificado apenas após seu próprio relato, aos quase 80 anos. No fim, achei brilhante!

Kindle com a capa de Os Sete Maridos de Evelyn Hugo no centro da imagem. No canto superior esquerdo, há uma pulseira de zircônias. No canto inferior esquerdo, há um batom vermelho aberto. Ao fundo, há um tecido com tema floral e a imagem de uma pin-up.

A autora escreve maravilhosamente, a leitura flui muito bem e prende o leitor e a leitora de forma que não são poucos os relatos de pessoas indo dormir muito tarde (ou seria cedo?), por ter ficado horas em companhia de Evelyn Hugo. A forma da narrativa me deu a sensação de estar assistindo a um filme daqueles com narrador que aparece de vez em quando. E as verdades são ditas todas sem rodeios. São muitas as frases de efeito grifadas no meu Kindle. Evelyn não está preocupada em dizer coisas de forma agradável, mas em falar a verdade, a sua verdade. E, às vezes, isso pode doer.

É um livro que todos deveriam ler, que traz assuntos urgentes e que precisam ser discutidos em nossa sociedade! E se você está com dificuldades em encontrar uma leitura gostosa, ou com a concentração curta, ou não tem o hábito da leitura e procurava um livro que te desse o impulso, esse é o seu livro!

Adquira Os Sete Maridos de Evelyn Hugo

Se você se interessou por Os Sete Maridos de Evelyn Hugo, compre seu exemplar pelos nossos links, assim você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog com uma pequena comissão que ganhamos pelas lojas associadas.

Boas leituras!

5 comentários em “Resenha – Os Sete Maridos de Evelyn Hugo

Adicione o seu

  1. Parabéns pela excelente resenha. Você conseguiu captar muito bem a essência do livro e eu consegui compreender mais sobre a obra.❤

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: